PESQUISE NA WEB

Mostrando postagens com marcador Canadá. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Canadá. Mostrar todas as postagens

sábado, 22 de novembro de 2014

Ilha de Baffin 07 - Canadá




Ilha de Baffin 06 - Canadá





Ilha de Baffin 05 - Canadá





Ilha de Baffin 04 - Canadá





Ilha de Baffin 03 - Canadá





Ilha de Baffin 02 - Canadá





Ilha de Baffin 01 - Canadá





A Ilha de Baffin é a maior ilha do Canadá e a 5.ª maior do mundo, com uma área superior a 507.400 km². Faz parte do Arquipélago Ártico Canadiano e é nela que se encontra a capital do território de Nunavut, Iqaluit. É limitada a norte pela Baía de Baffin, a leste pelo Estreito de Davis e a sul pelo Estreito de Hudson, que a separa da província de Quebeque. A ilha tem o nome do explorador britânico William Baffin. A maior parte da ilha de Baffin situa-se a norte do Círculo Polar Ártico e todas as localidades a norte de Pangnirtung estão na zona de noite polar e sol da meia-noite. A ilha de Baffin está habitada, provavelmente desde há alguns milénios, pelos povos indígenas anteriores aos inuit. Provas da primeira ocupação remontam a cerca de 2400 a.C. e encontraram-se em Cape Dorset, que dá nome à cultura Dorset, do sudoeste da ilha. A ilha de Baffin foi descoberta, desde o ponto de vista ocidental, pelo navegador inglês Martin Frobisher, embora já se tivessem notícias da sua existência através das expedições dos vikings, que a conheciam como Helluland, como consta na saga de Leif Erikson de 986. Em 1576, Frobisher, durante a sua procura pela Passagem do Noroeste, tornou-se no primeiro europeu a visitar la zona. Em 17 de julho de 1577, na sua segunda expedição — composta por três navios (Ayde, Gabriel e Michael). chegou ao que designou como Terra Hall, na baía de Frobisher. Uns dias depois tomou solenemente posse dessas terras e da parte sul da baía em nome da rainha de Inglaterra. Em outra expedição em busca da Passagem do Noroeste, e, 1615-16, o capitão Robert Bylot e o seu piloto William Baffin, a bordo do Discovery, depois depercorrer a parte setentrional da baía de Baffin, exploraram no regresso a costa oriental da ilha. No século XIX, o explorador do ártico Sir William Edward Parry dar-lhe-ia o nome com o qual se conhece hoje, em homenagem ao piloto e navegador ártico.