PESQUISE NA WEB

Mostrando postagens com marcador Japaratinga. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Japaratinga. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Japaratinga 05 - AL - Brasil





Japaratinga 04 - AL - Brasil





Japaratinga 03 - AL - Brasil





Japaratinga 02 - AL - Brasil





Japaratinga 01 - AL - Brasil





Japaratinga começou numa colônia de pescadores implantada onde hoje é a Prefeitura Municipal e se desenvolveu a partir de 1800, com o início do ciclo do coco. Em 1935, já contava com um pequeno estaleiro para os navios transportadores de coco. Uma estrada que dava acesso apenas a animais ligava a rodovia principal que conduzia até Porto Calvo. Antigo povoado de Maragogi com o nome original, dado pelos Índios que habitavam a região de Japaratuba, e que os primeiros colonos denominavam de Japaratuba da Praia, para distingui-lo de Japaratuba da Mata, que fica na região das matas úmidas. O nome Japaratuba vem do tupi “Japaratuba”, e ainda “yapara-tyba”, que quer dizer “sítio dos arcos”, por alí os Índios produziram muitos arcos e flechas. Pela Lei 2.264 de 23 de julho de 1960 o antigo distrito se separa do município de Maragogi, e recebe o nome de Japaratinga. Nome que até então não tinha registro histórico e nem os antigos Índios usavam. A criação do novo município de Japaratinga se deve ao então chefe político de Maragogi, José Jorge de Farias Sales, casado com dona Ambrosina Batista Accioly Sales, irmã do ex-governador Dr. Batista Accioly Neto, que contou com o apoio das lideranças políticas locais. A bica das Barreiras do Boqueirão, e que no mapa holandês de Marcgrave (1643) aparece com o nome português de Bica de São Tomé. È um dos pontos turísticos mais ativos da restinga do Bitingui, e onde foram construídos banhos públicos. Este nome Bitingui vem do tupi “guabitinga – miri”, e quer dizer rios dos caranguejos”. Japaratinga fica a aproximadamente 115 Km. de Maceió e a 135 Km. de Recife. Região litorânea de belíssimas praias e com grande potencial turístico, vem se desenvolvendo nesta área com novos hotéis, pousadas, bares a beira mar e restaurantes. Nesta região o Projeto Peixe Boi fez a re-introdução de alguns animais. A cultura se baseia nas danças folclóricas como o Reisado, o Pastoril e o Guerreiro: as festas principais são o aniversário da cidade (23/07), dia da Padroeira Nossa Senhora das Candeias (02/02), e dia de Nossa Senhora das Dores (15/09) e as de costumes, como os festejos juninos. O artesanato é baseado em produtos feitos com conchas do mar, palhas de coqueiros e esculturas feitas com pedaços de troncos de diversas árvores.