PESQUISE NA WEB

Mostrando postagens com marcador Pensilvânia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Pensilvânia. Mostrar todas as postagens

sábado, 22 de junho de 2013

Pittisburgh 13 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 12 - Pensilvânia - EUA




Pittisburgh 11 - Pensilvânia - EUA




Pittisburgh 10 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 09 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 08 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 07 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 06 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 05 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 04 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 03 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 02 - Pensilvânia - EUA





Pittisburgh 01 - Pensilvânia - EUA





Pittsburgh, também por vezes escrita em português como Pitsburgo ou Pittsburgo, é a segunda cidade mais populosa do estado americano da Pensilvânia, atrás apenas da cidade de Filadélfia. Pittsburgh está localizada no sudoeste do estado, sendo a sede do Condado de Allegheny. No final do século XIX, e isto até meados da década de 1960, Pittsburgh foi o maior pólo siderúgico e o maior produtor de aço do mundo. De fato, o cognome de Pittsburgh é "Cidade do Aço". Por causa das siderúrgicas instaladas na região - altamente poluidoras - Pittsburgh também foi cognomeada por alguns como "Cidade Enfumaçada". Porém, a maior parte das siderúrgicas - que passaram a enfrentar a concorrência cada vez maior de siderúrgicas estrangeiras - fecharam ou saíram da cidade. Em seu lugar, vieram indústrias de alta tecnologia, especialmente biotecnologia e robóticas, levando Pittsburgh a ser cognomeada pela Wall Street Journal como Roboburgh. Pittsburgh é uma das maiores produtoras de equipamentos robóticos do mundo, fora do Japão. 

Pittsburgh é um centro importante de fundações e organizações de caridade e filantrópicas, como a Heinz Foundation, que tem uma longa história de apoio a atividades culturais e artísticas, que fizeram dela um pólo artístico e cultural no país. Além disso, Pittsburgh é um importante pólo de educação superior dos Estados Unidos, especialmente na área da medicina. 

A cidade de Pittsburgh é governada por um prefeito e por um conselho municipal. Pittsburgh está dividida em nove distritos eleitorais. Os eleitores de cada distrito votam em um oficial - um habitante do distrito em questão - que atuará como representante deste distrito no Conselho. Além disso, os habitantes de Pittsburgh elegem, através de eleições de pluralidade, também o prefeito para mandatos de até quatro anos de duração. A maior parte da renda da cidade provém de impostos municipais, como uma taxa extra sobre o imposto de renda e sobre propriedades. O resto provém de verbas do governo da Pensilvânia. 

A economia de Pittsburgh foi ao longo do século XIX e da primeira metade do século XX baseada majoritamente na indústria siderúrgica. Porém, a economia da cidade passou por uma grande reviravolta entre a década de 1970 e a década de 1980. Inicialmente, a economia da cidade começou a diversificar-se, após os efeitos do plano diretor de renovação urbana instituído na década de 1950 terem instituído efeito na cidade. Em meados da década de 1970, as siderúrgicas da cidade, devido à concorrência com a indústria siderúrgica de outros países, passaram uma a uma ou a fechar as portas ou a mudar-se, causando desemprego em massa. Porém, a economia da cidade continuou-se a diversificar. Agora, é o setor terciário a maior fonte de renda na cidade. As indústrias de base saíram da região, embora indústrias de alta tecnologia tenham tomado seu lugar. A principal indústria da cidade é a indústria de alta tecnologia - especialmente a robótica, que é o estudo, desenvolvimento e produção de robôs; e a biotecnologia. Pittsburgh é um grande produtor de remédios e de produtos químicos utilizados em laboratórios em geral. Cerca de 170 laboratórios de pesquisa biotecnológica operam em Pittsburgh. A cidade ainda possui algumas siderúrgicas. Estas siderúrgicas produzem aço não mais para exportação, mas sim, de um tipo de aço automobilístico, utilizado pela indústria automobilística, primariamente, em Denver. Este aço possui maior qualidade do que o aço anteriormente produzido, e é também mais rentável à estas siderúrgicas. A indústria do vidro, embora não tenha mais a importância de anos anteriores, ainda continua presente na cidade. O setor terciário emprega cerca de 130 mil pessoas. 

Pittsburgh é um grande centro hospitalar e possui cerca de 90 hospitais, onde trabalham cerca de 25 mil pessoas, e várias instituições de ensino superior voltadas para o ensino da medicina, algumas delas reconhecidas mundialmente. Entre elas, está a Universidade de Pittsburgh, que é especializada em transplantes. A prestação de serviços comunitários e pessoais, o comércio, e serviços governamentais são atualmente as principais fontes de renda da cidade. Cerca de 370 mil pessoas trabalham em uma destas áreas. 30 mil destas pessoas trabalham em hospitais e 20 mil pessoas trabalham em instituições de educação superior.
Fonte e dados completos em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pittsburgh