PESQUISE NA WEB

Mostrando postagens com marcador Ilha Socotra. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ilha Socotra. Mostrar todas as postagens

sábado, 29 de novembro de 2014

Ilha Socotra 12 - Oceano Índico





Ilha Socotra 11 - Oceano Índico





Ilha Socotra 10 - Oceano Índico





Ilha Socotra 09 - Oceano Índico





Ilha Socotra 08 - Oceano Índico





Ilha Socotra 07 - Oceano Índico





Socotorá ou Socotra é um pequeno arquipélago formado por quatro ilhas no Oceano Índico, em frente à costa do Chifre da África, a 250 km a leste do cabo Guardafui e a uns 380 km a sudeste da costa do Iêmen, que administra Socotra em nome do Sultanato de Mahra e Socotra. O arquipélago é formado por uma ilha montanhosa principal, Socotorá (3625 km²), três ilhas menores, conhecidas coletivamente como "Os Irmãos" (Abd Al Kuri, Samha e Darsa), e ainda outras pequenas ilhotas desabitadas. Abd Al Kuri e Samha somam uma população de umas poucas centenas de pessoas, enquanto que Darsa está desabitada. A principal cidade é Hadiboh (43.000 habitantes em 2004). Socotorá é uma das ilhas de origem continental mais isoladas do mundo, separando-se provavelmente da África como uma falha durante o Plioceno médio, no mesmo conjunto de eventos que abriu o Golfo de Áden para o noroeste. O clima em geral é árido e semi-árido tropical, com poucas chuvas, concentradas no inverno e mais abundantes nas maiores alturas do que nas zonas costeiras. O clima é fortemente influenciado pela monção. De junho a setembro tradicionalmente a ilha era inacessível por causa dos fortes ventos. Os habitantes de Socotorá criam gado e cabras. A maioria vive sem eletricidade, água corrente ou estradas pavimentadas. Nos finais da década de 1990, foi implementado um Programa da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento dedicado à ilha. Assim, em julho de 1999 um novo aeroporto internacional permitiu o acesso a Socotorá durante todo o ano. Nas ilhas se fala um idioma semítico próprio, o socotri, que está relacionado com outros idiomas da península Arábica. O grande isolamento geológico do arquipélago, juntamente com o intenso calor e a falta de água, deu origem a uma interessante flora endêmica que é muito vulnerável a mudanças. Pelo menos um terço das 800 espécies de plantas que se encontram em Socotorá são endemismos. Os botânicos situam a flora de Socotorá entre as dez que correm os maiores perigos de extinção no mundo. Umas das plantas que se destacam é a "Dracaena cinnabari", uma árvore seiva de cor vermelha, procurada na Antiguidade para ser usada na Medicina e na tinturaria. Assim como ocorre com outras ilhas isoladas, os morcegos são os únicos mamíferos nativos da ilha. Em contraste, a diversidade marinha é muito grande, e se caracteriza pela presença de espécies originárias das regiões biológicas próximas: o Oceano Índico e o Mar Vermelho.