PESQUISE NA WEB

Mostrando postagens com marcador Miami. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Miami. Mostrar todas as postagens

sábado, 24 de maio de 2014

Miami 12 - Flórida - EUA





Miami 11 - Flórida - EUA





Miami 10 - Flórida - EUA





Miami 09 - Flórida - EUA





Miami 08 - Flórida - EUA





Miami 07 - Flórida - EUA





Miami 06 - Flórida - EUA





Miami 05 - Flórida - EUA





Miami 04 - Flórida - EUA





Miami 03 - Flórida - EUA





Miami 02 - Flórida - EUA





Miami 01 - Flórida - EUA




 
Miami é uma cidade localizada no estado americano da Flórida, no condado de Miami-Dade, do qual é sede. É a segunda cidade mais populosa da Flórida e a 44ª mais populosa do país. A atual cidade tem origem numa povoação criada no fim do século XIX, que prosperou com o caminho-de-ferro e o porto. Miami é também conhecida por ter uma grande comunidade de exilados cubanos, principalmente concentrados na Little Havana. Miami é um centro turístico, sendo uma das cidades mais visitadas por turistas nos Estados Unidos, por causa de seu clima quente o ano inteiro, e pelas suas praias. A cidade é uma das mais frequentadas pelos snow birds (termo usado para descrever os habitantes da região norte dos Estados Unidos, que passam o inverno nos Estados do Sul, em especial, a Flórida, para fugirem da neve e ao frio). O turismo tornou-se uma importante fonte de renda de Miami a partir da década de 1920, e é atualmente a principal fonte de renda da cidade. São falados comumente na cidade, além do inglês, o espanhol, devido à quantidade de hispano-americanos (de origem cubana, porto-riquenha, mexicana e de outros países da América Central) morando em Miami. A região também conta com uma colônia judaica numerosa.
 
Nos arredores da cidade está o Aeroporto Internacional de Miami, que é o segundo aeroporto mais movimentado do Estado, atrás apenas do Aeroporto Internacional de Orlando. Este aeroporto está em tempos atuais em reformas, o que possibilitará a operação de grandes jatos, como o A380, da Airbus e outros grandes aviões. Muitos imigrantes ficam em Miami, ou pelo menos desembarcam de suas viagens imigrantes por Miami, por causa de sua proximidade com a América Central, e também pela cidade situar-se no litoral, facilitando assim o acesso aos Estados Unidos através do litoral.
 
A área de Miami foi o primeiro espaço habitado por mais de mil anos pelo Tequestas, mas foi mais tarde reivindicado pela Espanha em 1566 por Pedro Menéndez de Avilés. Uma missão espanhola foi construída um ano mais tarde, em 1567. Em 1836, a Fort Dallas foi construída, e a área de Miami se tornou posteriormente um sitio de combate durante a Segunda Guerra Seminole. Miami detém a distinção de ser a única grande cidade dos Estados Unidos fundada por uma mulher, Julia Tuttle, que era uma rica produtora de citrinos nativa de Cleveland. A área de Miami era conhecida como a "Biscayne Bay Country", nos primeiros anos de seu crescimento. Alguns relatos descrevem a zona como um promissor deserto. A área também foi caracterizada como "uma das melhores obras na Flórida."
 
Na Grande Parada de 1894-1895 Miami acelerou o crescimento, onde as culturas da área Miami foram as únicas que sobreviveram na Flórida. Julia Tuttle posteriormente convenceu Henry Flagler, um magnata ferro-rodoviário, a fim de expandir sua Florida East Coast Railroad para a região. Miami foi oficialmente declarada como uma cidade em 28 de julho de 1896 com uma população de pouco mais de 300 habitantes. Miami prosperou na década de 1920 com um aumento na população e infra-estruturas, mas enfraqueceu após o colapso da Flórida em 1920, o Furacão em Miami em 1926 e da Grande Depressão na década de 1930. Quando a II Guerra Mundial começou, Miami, bem localizada, devido à sua localização na costa sul da Flórida, desempenhou um papel importante na batalha contra os submarinos alemães. A guerra contribuiu para expandir a população de Miami, por volta de 1940, 172.172 pessoas viviam na cidade. Depois que Fidel Castro subiu ao poder em 1959, muitos cubanos se refugiaram em Miami, aumentando ainda mais a população. Na década de 1980 e 1990, diversas crises assolaram o Sul da Flórida, entre eles o espancamento de Arthur McDuffie e o subsequente motim, guerra das drogas, o furacão Andrew e o alvoroço de Elián González. No entanto, na segunda metade do século 20, Miami se tornou um dos principais centros internacional financeiro e cultural.
 
Miami e sua área metropolitana cresceu de pouco mais de mil habitantes para quase cinco milhões e meio de habitantes, em apenas 110 anos (1896-2006). O apelido da cidade, A Cidade Mágica, surge a partir deste rápido crescimento. Os visitantes de inverno observaram que a cidade cresceu muito a partir de um ano para o outro que era como magia.
 
Miami e seus arredores estão localizadas em uma ampla planície entre a Flórida Everglades para o oeste e Biscayne Bay a leste que também se estende de Florida Bay ao norte do lago Okeechobee. A superfície rochosa sob a área de Miami é chamada oólito de Miami ou calcário de Miami. Essa superfície rochosa é coberta por uma fina camada de solo de não mais de 50 pés (15 metros) de espessura. O calcário de Miami foi formado das mudanças drásticas no nível do mar associadas a recentes glaciações ou era do gelo. Começando cerca 130 000 anos atrás, o estágio Sangamonian levantou os níveis do mar a cerca de 25 pés (7,5 metros) acima do nível actual. Todo o sul da Flórida foi coberto por um mar raso. Várias linhas paralelas de recife foram formados ao longo da borda do planalto submerso, alongamento da actual área de Miami que é agora a Dry Tortugas. A área por trás dessa linha de recife foi, na realidade, uma grande lagoa e o calcário de Miami foi formado em toda a área a partir da deposição de oolites e das cascas de Ectoprocta. Começando aproximadamente 100 000 anos atrás, a glaciação Wisconsin iniciou um rebaixamento do nível do mar, expondo o assoalho da lagoa. Há 15 000 anos, o nível do mar caiu para 300 a 350 pés (110 metros) abaixo do nível contemporâneo. O nível do mar subiu rapidamente depois disso, estabilizando ao nível atual cerca de 4000 anos atrás, deixando o continente mais ao Sul da Flórida um pouco acima do nível do mar. Abaixo da planície, situa-se o Aquífero Biscayne, uma fonte natural subterrânea de água doce que se estende do sul do Condado de Palm Beach até a Baía da Flórida, com o seu ponto mais alto pico em torno das cidades de Miami Springs e Hialeah. A maior parte da área metropolitana do Sul da Flórida obtém sua água potável a partir deste aquífero. Como resultado do aquífero, não é possível ir mais de 15 a 20 pés (4,57 a 6,1 metros) sob a cidade sem encontrar água, o que impede construção subterrânea. Por esta razão, não há sistema de metrô em Miami. A maior parte da margem ocidental da cidade estendem para os Everglades, um terreno pantanoso subtropical localizado no sul do estado da Flórida. Isto provoca problemas ocasionais com a fauna local, como jacarés que vão se aventurar em Miami e nas principais rodovias.
 
Miami tem um verdadeiro clima tropical, especificamente monções e ventos sazonais. Lá os invernos são secos, já os verões são quentes. A partir do final de outubro a março, inúmeras frentes frias passam na cidade. No entanto, a temperatura média anual para qualquer mês nunca foi maior de 64,4 °F (sendo as maiores as de janeiro: médias de 67 °F). A maior parte do ano é quente e úmido, e os verões são quase idênticos aos verões do Caribe. Além disso, a cidade recebe a maior parte das suas chuvas no verão (estação chuvosa) e é na maior parte do inverno que o tempo é seco e ameno (estação seca). Sua elevação aproxima-se do nível do mar, possui localização costeira e posição um pouco acima do Trópico de Câncer, a área deve o seu calor e umidade a corrente do Golfo. Um típico dia de verão não tem temperaturas abaixo de 75 °F (24 °C). Chuva de verão aliviam a tarde, a maioria das vezes com trovoadas ou simplesmente uma brisa do mar que se desenvolve no Oceano Atlântico, que então permite a chegada de temperaturas mais baixas. A temperatura máxima registada foi de 98 °F (37 °C). A temperatura mais baixa já registada na cidade de Miami foi de 30 °F (-1 °C) em várias ocasiões.